Buscar

Outubro Rosa: em prol da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

A campanha do Outubro Rosa teve início em Nova Iorque (EUA), na década de 90, onde foi promovida a primeira Corrida pela Cura. Na ocasião foram distribuídos aos participantes um laço cor de rosa, tornando símbolo internacional da prevenção do câncer de mama. O objetivo principal desta campanha é de alertar às mulheres e à sociedade da conscientização sobre a importância da prevenção, estimulando a participação da população, empresas e entidades.


Esta iniciativa foi tão positiva que em 2019 já temos o Setembro Roxo, contra o câncer de pâncreas, o Novembro Azul, um alerta ao câncer de próstata e o Dezembro Laranja, uma campanha de conscientização sobre os perigos do câncer de pele. Todos eles têm uma coisa em comum, compartilhar informações promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

Abaixo algumas questões importantes sobre o câncer de mama segundo dados do Ministério da Saúde:

O que é?

É o tipo de câncer mais frequente entre as mulheres brasileiras. Ele surge com o desenvolvimento anormal das células da mama, que se multiplicam repetidamente até formarem um tumor maligno.

Como identificar o câncer?

O sintoma do câncer de mama mais fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar parecida com uma casca de laranja; também podem aparecer pequenos caroços embaixo do braço. Deve-se lembrar que nem todo caroço é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde. Tudo isso pode ser facilmente percebido com o autoexame. O passo a passo é simples:

1-) Coloque uma mão atrás da cabeça e a outra no seio;

2-) Observe, em frente ao espelho, se há alguma retração na pele ou alteração nas mamas;

3-) Com a ponta dos dedos apalpe os seios e a região das axilas, em movimentos circulares;

4-) Para finalizar esprema o bico do seio para ver se sai algum líquido;

5-) lembre-se de fazer movimentos leves.


Onde buscar acompanhamento clínico?

Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente, além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos.

O que pode aumentar o risco de ter câncer de mama?

Mulheres com casos de câncer na família ou que já tiveram câncer de ovários ou em uma das mamas devem ficar atentas, pois são mais susceptíveis que as demais. Por se tratar de um grupo com maior risco, os cuidados devem dobrar, fazendo, partir dos 35 anos de idade o exame clinico das mamas e mamografia, uma vez por ano.

Como prevenir o câncer de mama?

Busque uma alimentação saudável e equilibrada (com frutas, legumes e verduras), tente praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente seu corpo). Lembre-se que o bem-estar é fundamental para o equilíbrio entre corpo e mente.

15 visualizações
  • whatsapp_edited
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Rua Professora Rosa Saporski, 200 - Mercês | Curitiba - Paraná