Buscar

6 remédios que podem ajudar no tratamento do Covid-19

Com a pandemia do novo coronavírus a pesquisa por um tratamento efetivo contra a doença se tornou prioridade mundial


Médico e farmacêuticos estão em busca de um tratamento efetivo para o novo coronavírus, e alguns medicamentos usados para outras doenças, como malária, ebola e até HIV já apresentaram um resultado positivo, combinados aos tratamentos adotados nos hospitais. Testar princípios ativos aprovados para outras doenças é uma maneira mais rápida de encontrar uma solução para o novo vírus.

Por isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou uma pesquisa global chamada de SOLIDARITY (solidariedade, em inglês). O objetivo é testar, em milhares de pacientes, terapias promissoras contra a Covid-19. Importante salientar que esses testes são feitos em unidades hospitalares com acompanhamento médico. Por enquanto nenhum remédio pode ser usado por conta própria e não existe nenhuma comprovação preventiva para o Covid-19.

Abaixo alguns medicamentos que mostraram resultados positivos para o auxílio no tratamento contra o novo coronavírus, sempre administrados em hospitais e em conjunto com outras terapias.


Hidroxicloroquina e cloroquina

Usadas no tratamento da malária e de doenças reumatológicas, possuem vias de ação parecidas e agem no sistema imunológico, causando uma resposta mais rápida contra o invasor. Uma pesquisa francesa feita com 20 voluntários mostrou resultados positivos da hidroxocloroquina na Covid-19. Porém o medicamento possui diversos efeitos colaterais como complicações cardiovasculares, risco de insuficiência renal e hepática e alterações na visão.

Antirretrovirais

Formam um dos coquetéis antirretrovirais usados para controlar o vírus do HIV. Pesquisadores de Wuhan (China), administraram o coquetel em 199 indivíduos em estado grave. E não houve diferença entre o grupo que tomou o remédio e o que recebeu o tratamento padrão, porém seguem sendo testados uma vez que o Sars-Cov-2 depende de certas enzimas para se multiplicar, e alguns medicamentos usados contra o HIV são inibidores enzimáticos, o que poderia dificultar a replicação do vírus no organismo.


Interferon beta

Atualmente incluído no tratamento da hepatite C, ajuda a regular a inflamação do corpo, e suspeita-se que uma das razões para o agravamento dos quadros de Covid-19 seja justamente a resposta inflamatória exagerada do organismo. O composto demonstrou efeito positivo em estudos contra outro subtipo de coronavírus, o Sars-Cov, que esteve por trás da epidemia de Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) em 2002.

Remdesivir

Composto que atua tentando conter a replicação de determinados vírus, já foi testado em 2019, durante o surto de ebola no Congo, sem efeitos positivos. Duas pessoas com quadros graves de Covid-19 receberam o remdesivir nos Estados Unidos e se recuperaram bem.

Avipiravir

Pesquisadores da China afirmam que o medicamento foi eficiente no tratamento da Covid-19. Segundo informações da imprensa de Pequim, pessoas infectadas tiveram resultado negativo da doença depois de 4 dias de uso. Os cientistas testaram o remédio em 240 pacientes, em Wuhan, e os resultados indicaram que 91% dos pacientes que usaram o medicamento tiveram melhora das condições pulmonares.


Kevzara

Um laboratório francês e uma companhia norte-americana anunciaram testes com 400 pessoas em Nova York com o Kevzara, medicamento usado contra artrite. Segundo os responsáveis pela pesquisa, o remédio impede que o pulmão de infectados pelo coronavírus responda à presença do vírus com um processo de inflamação.


A Magistral segue com atendimento normal durante a pandemia do Covid-19 e está à disposição dos clientes para atendimento por telefone. Nossos atendentes podem tirar dúvidas sobre o princípio ativo dos medicamentos e entregar o que for necessário à domicílio, garantindo a manutenção da quarentena e resguardando a saúde de todos.

352 visualizações
  • whatsapp_edited
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Rua Professora Rosa Saporski, 200 - Mercês | Curitiba - Paraná